Revalidação de Diploma Estrangeiro Conheça as Regras

O Ministério da Educação tem regras para a Revalidação de Diploma Estrangeiro.

Com isso, estudantes que se formaram fora do Brasil poderão exercer suas profissões aqui.

Diplomas de universidades estrangeiras não são aceitos em várias profissões, sendo necessário revalidar o diploma para que o profissional possa trabalhar.

Para regularizar a revalidação, o MEC definiu novas regras que englobam os cursos de graduação, mestrado e doutorado. Se você fez um desses cursos fora do país, veja como proceder.

Novas Regras Para Revalidação de Diploma

Pelas novas regras, o interessado em revalidação de diploma estrangeiro precisa procurar uma universidade pública.

Apenas uma universidade deve ser escolhida para realizar esse trabalho e essa universidade tem que o mesmo curso que você cursou fora do Brasil.

Ou seja, se você se formou em Medicina na Argentina, terá que procurar uma universidade pública que tenha curso de Medicina.

Essa instituição irá avaliar o seu diploma de acordo com as matérias que você curso fora do Brasil.

Como Fazer Revalidação de Diploma Estrangeiro

Se na sua formação faltar alguma matéria que no Brasil é obrigatória para formar um médico, você não terá o diploma válido para exercer a atividade no país.

Nesses casos, o estudante pode ter o aproveitamento parcial do curso, precisando refazer algumas matérias para se tornar apto para a profissão.

Já os cursos de mestrado e doutorado feitos no exterior também devem ser revalidados. Para isso, é preciso procurar por instituições que tenham cursos reconhecidos pelo Sistema Nacional de Pós-Graduação.

Nesses casos é o Capes que define os procedimentos para revalidação de disciplinas estrangeiros, definindo suas próprias regras diferente do MEC.

Passo a Passo para a Revalidação

Para te ajudar a pedir a revalidação de diploma estrangeiro, vamos te dar um passo a passo de como proceder.

1º Entre com o requerimento de revalidação em uma universidade pública;

2º Apresente os documentos necessários que são: cópia do diploma, duração e currículo do curso, conteúdo pragmático, bibliografia e histórico escolar;

3º Pague a taxa cobrada pela universidade para cobrir as despesas administrativas;

4º Professores criarão uma comissão para avaliar seu diploma;

5º A comissão pode exigir provas e exames para testar seus conhecimentos;

6º Se eles julgarem necessário, o aluno terá que realizar estudos complementares;

7º A universidade tem 6 meses para se manifestar sobre a revalidação de diploma estrangeiro.

Após passar por todas essas etapas o profissional terá o seu diploma validado e poderá exercer a função e tirar o registro da sua atividade, caso seja necessário.

Só após todos esses procedimentos é que o profissional estará apto para atuar no Brasil.

Diploma de Mestrado e Doutorado

Quem faz mestrado e doutorado em outro país também precisa passar por esse procedimento de revalidação de diploma estrangeiro.

Para isso, ela deve procurar uma faculdade na mesma área de pós-graduação que será analisada e entrar com a abertura do processo.

Assim como na revalidação do diploma de graduação, a faculdade terá até seis meses para concluir o procedimento.

Nesse período serão avaliados os mesmos requisitos que possam comprovar que o profissional tem conhecimentos necessários para exercer aquela atividade em nosso país.

Todos os profissionais formados em atividades regulamentadas no Brasil que tenham feito cursos de graduação, mestrado e doutorado em outro país precisam passar por este procedimento.

Inclusive estrangeiros que se mudam para o Brasil com o objetivo de atuarem na área onde se formou.

Revalidação de Diploma Estrangeiro Conheça as Regras
4.8 (95.27%) 55 votes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.