FIES Financiamento Estudantil Vantagens e Desvantagens

O financiamento estudantil oferecido pelo FIES pode ser uma alternativa interesse para estudantes que não possuem condições de pagar uma faculdade.

Mas é preciso entender bem como funciona esse programa, conhecendo também suas vantagens e suas desvantagens.

Atraídos pelas facilidades apresentadas pelo programa, muitos estudantes podem ignorar que há desvantagens e que tudo isso deve ser colocado em uma balança antes de você assinar o contrato.

Veja a seguir tudo o que você precisa saber sobre o FIES

O Que é o Financiamento do Estudantante FIES

O FIES é um crédito que oferece ao estudante a oportunidade de pagar o seu curso universitário.

Mas para poder conseguir o financiamento estudantil é preciso apresentar uma série de requisitos, entre eles ter um fiador e renda familiar compatível.

O FIES paga entre 50% a 100% do valor do curso, dependendo do valor da faculdade diante da renda bruta familiar per capita.

Isso é, se na sua casa o valor representa de 20% e 40% da renda bruta per capita familiar, o FIES quitará 50% do curso.

Agora se o valor for entre 40% e 60% da renda bruta per capita familiar, o financiamento estudantil quitará 75% da faculdade.

FIES Financiamento Estudantil

Já para os cursos que ultrapassa 60% da renda bruta per capita familiar o financiamento será de 100%.

Um dos maiores erros é acreditar que o FIES é como uma bolsa de estudo, pois não é, ele se enquadra mais entre uma linha de crédito onde você receberá o valor curso e pagará em várias prestações acrescidas de juros.

E a taxa de juros é de 3,4% ao ano, valor realmente baixo diante de outras linhas de créditos que podem ser oferecidas por outras instituições financeiras.

Quais São as Vantagens do FIES

A principal vantagem do FIES é oferecer ao estudante uma alternativa para quitar o curso sem comprometer a renda da família.

Sabemos que as principais universidades privadas possuem mensalidades caras que poucas famílias conseguem pagar.

Através do financiamento estudantil o estudante paga apenas um valor máximo de R$ 50 por trimestre.

Quando o curso terminar, o estudante terá três vezes os anos que durou o curso para quitar o financiamento.

Se o curso foi de quatro anos, você terá de 13 anos para amortizar a sua dívida.

Por oferecer tantos meses assim para quitar a dívida, as parcelas do financiamento estudante ficam pequenas.

Assim, o estudante e sua família não comprometem grande parte da renda familiar.

É isso que atrai estudantes de todo o país para procurar pelo FIES, programa que depende do governo federal para oferecer vagas.

Acompanhe as informações sobre o setor para saber quando novas verbas serão destinadas à esse programa.

Aproveite e fique de olho nos estudos do seu filho pela Secretaria Escolar Online.

Desvantagens do FIES Financiamento

A desvantagem do financiamento estudantil FIES começa com a burocracia para conseguir o crédito.

Mas além disso, o aluno tem o compromisso de não ter mais de 25% de reprovação das disciplinas do curso.

Caso contrário perderá o financiamento e terá que arcar com os valores já pagos pelo crediário.

O mesmo acontece se você desistir do curso, terá que honrar com as parcelas como se tivesse completado.

Após a conclusão do curso, o estudante tem um ano e meio para começar a pagar. Se nesse período não conseguir emprego, ele terá uma grande dívida para honrar ou perderá o valor atestado pelo fiador.

Veja mais informações no site do FIES, clicando aqui.

Deixe um comentário