Qual diferencial para encontrar um emprego em 2021

Com o encerramento próximo de 2020 e todas as mudanças que ocorrem no mercado de trabalho, muitas pessoas já começam a se perguntar o que será necessário para se destacar em 2021 e garantir um bom desempenho nos processos seletivos.

Muitos profissionais de Recursos Humanos acreditam que as maiores chances de contratação serão de pessoas que estiverem dispostas a encarar novas formas de organização, como é o caso do homeoffice.

Um exemplo válido pode ser tirado das escolas: mesmo com os planos para aulas presenciais no ano que vem, as instituições de ensino aprenderam que precisam estar preparadas para oferecer ensino à distância e professores que não conseguem trabalhar nesse sistema têm menos chances de conseguir as vagas.

Conheça agora alguns dos diferenciais importantes para encontrar um emprego em 2021.

Domínio de tecnologias

É claro que o conhecimento de tecnologia é importante para quem procura emprego e isso já vem de anos. Porém, com um ano que vai sofrer reflexo ainda da pandemia e de toda a necessidade de absorção de tecnologia, esse conhecimento vai se tornar ainda mais relevante.

Por exemplo: uma pessoa que procura por trabalho em um restaurante vai precisar saber o mínimo de manejo tecnológico para acompanhar os pedidos que o local receber em aplicativos.

Os médicos também deverão estar mais familiarizados com a tecnologia uma vez que os atendimentos à distância se tornaram populares.

Por isso, habituar-se a adicionar a tecnologia ao trabalho será um diferencial em praticamente todas as profissões.

Consciência sanitária

O ano de 2021 promete ser o ano em que as pessoas receberão, em sua maior parte, a vacina contra o novo coronavírus, mas os especialistas em Infectologia já destacaram que os cuidados sanitários ainda continuarão sendo necessários.

Por isso, muitos empregadores vão usar a consciência sanitária como uma forma de selecionar os seus novos colaboradores, já que ninguém deseja ter um surto de COVID-19 dentro da sua empresa.

Vale dizer que os candidatos que acreditam que os recrutadores não têm meios de saber sobre essa consciência sanitária estão enganados: durante a entrevista, muita coisa é observada e é possível perceber diversas características do indivíduo.

Adaptabilidade

A capacidade de conseguir mudar a forma de trabalhar em diversas circunstâncias, mas mantendo a produtividade e os resultados é uma coisa importante em um contexto tão incerto como o atual.

Isso quer dizer que oferecer à empresa a mesma eficiência trabalhando de modo presencial ou à distância é indispensável.

Ajudar também na criação de soluções para diversos problemas do cotidiano do trabalho é mais um diferencial. Por isso, vale a pena ressaltar essa habilidade durante a entrevista e, se possível, contar mais ao recrutador sobre como isso ocorreu nos outros locais de trabalho.

Inteligência emocional

Provavelmente, todo mundo já teve um colega de trabalho que se descontrolava com diversas coisas, perdia a cabeça, ficava com a cara virada para colegas e tudo isso, sem dúvida, afeta o ambiente profissional.

Também há os colaboradores que não conseguem lidar com pressão e que, quando estão com problemas em sua vida pessoal, acabam tendo a sua eficiência bastante reduzida.

É claro que ninguém é uma máquina e que todos os trabalhadores estão sujeitos a se deixar levar de vez em quando pelos sentimentos. Porém, a inteligência emocional é um fator importantíssimo para conseguir um emprego.

Se uma empresa que tem 250 funcionários depender sempre de a metade deles estar sem problema grave em sua vida para desempenhar bem as suas funções, não há dúvida de que os resultados cairão.

Por isso, demonstrar Inteligência emocional nas entrevistas é um excelente diferencial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *